Aliancense procura irmã que foi doada após morte da mãe

Por Giro Mata Norte 20/06/2020 21:24 • Atualizado 20/06/2020
Compartilhe

Imagem da menina que foi doada na época (colo de uma mulher)

No auge dos seus 31 anos de idade, Patrícia dos Santos Andrade, moradora do município de Aliança, decidiu procurar sua irmã, que foi registrada como Maria da Penha dos Santos, em 17 de março de 1995, estando hoje com 25 anos de idade.

Nascida em Timbaúba, Maria da Penha, que pode ter outro nome hoje, é filha de Pedro Manoel de Andrade e Verônica Maria dos Santos.

De acordo com Patrícia, a família morava no Engenho Sirigi, comunidade rural de Aliança, quando a mãe adoeceu e toda família foi para Recife, onde ela veio a óbito, deixando 3 crianças, além de patrícia, que era a mais velha, Maria da Penha e um outro irmão, que foram doados, pois o pai não tinha condições de criá-los.

Patrícia também lembra que a irmã foi adotada por uma tia, que era irmã da sua mãe, que deve morar na UR-5 do Ibura, em Recife.

Imagem do pai das crianças

O falecimento do pai das crianças dificultou o reencontro das irmãs e identificar onde mora a tia, que tornou-se mãe adotiva da criança.

Qualquer informação, o telefone pra contato e whatssapp de Patrícia (81) 99911-3602.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais do Giro Mata Norte