Produtor Cultural, Afonso Oliveira, será homenageado com a Ordem do Mérito Cultural 2017

Iniciativa promovida pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Cultura (MinC), é fruto do reconhecimento pelo brilhante trabalho desenvolvido pelo produtor Afonso Oliveira, à diversidade cultural e de cidadania de homens e mulheres, dentro e fora do País.


Nesta terça-feira (19), o consultor em políticas culturais e idealizador do Método de Produção Cultura Canavial, Afonso Oliveira, participa da cerimônia da Ordem do Mérito Cultural 2017. O ato, promovido pelo Governo Federal, por Meio do Ministério da Cultura (MinC), é fruto do reconhecimento pelo brilhante trabalho desenvolvido pelo produtor Afonso Oliveira, à diversidade cultural e de cidadania de homens e mulheres, dentro e fora do País.

A cerimônia para entrega da comenda, acontece no Palácio do Planalto, com a participação do Presidente da República, Michel Temmer e do Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, entre outras autoridades ligadas à cultura e política do País. O evento, programado para acontecer às 17h30, será transmitido, ao vivo, pela internet: (http://bit.ly/1TC7amC)

CARREIRA

Filho do saudoso Altamir Oliveira e Luiza Alves, Afonso Oliveira, de 48 anos, é natural do Rio de Janeiro, mas foi em Pernambuco que cresceu e construiu sua carreira. Sua formação é a cultura popular. Casado há 20 anos com a bailarina pernambucana, Valéria Vicente, ambos, constituíram uma família, da qual nasceram: Lucas Raiz e Tereza Raiz; Pedro Raiz, filho mais velho, é fruto de seu primeiro relacionamento.

Desde que foi apresentado à cultura pernambucana, Afonso Oliveira, nunca mais separou-se. Durante mais de duas décadas, dedicou-se a pesquisar e entender sobre o movimento de cultura popular no Recife e na Zona da Mata. Foi construindo uma política cultural para os Maracatus, no ano de 1995, que o produtor imprimiu sua marca e empenhou seu trabalho. Anos depois, expandiu sua rede de orientação à produção cultural há várias manifestações culturais, inclusive, levando-os para fora do Brasil.

Todo esse trabalho e dedicação, rendeu-lhe a iniciativa da metodologia – “Método Canavial”- um livro em que reúne relatos e experiências, por ele vividos, nas comunidades e nos grupos de cultura, de como fazer produção artística. A publicação, lançada em 2010, configura-se como um dos maiores instrumentos para quem deseja atuar na atividade da produção cultural.

Além disso, o pesquisador traz consigo uma convivência exitosa com o universo das produções artísticas. Ele já criou e produziu mais de 100 projetos, dentro e fora do Brasil, voltados a música, poesia, dança, cinema, literatura, entre outros. Uma das marcas do autor do Método Canavial também tem sido à capacitação profissional de adolescentes, jovens, mulheres, homens e idosos, na instrução para captação de recursos e formação para produção cultural local.​ Nos últimos cinco anos Oliveira tem contribuído com a realização de diversos festivais.

PREMIAÇÃO

A Ordem do Mérito Cultural foi criada pelo MinC em 1995 e tem por finalidade premiar personalidades, órgãos e entidades públicas e privadas, nacionais e estrangeiras, que se distinguiram por suas relevantes contribuições à cultura. Durante esses vinte e dois anos do prêmio, cerca de 500 personalidades e 60 instituições, já foram agraciadas com a comenda. Dentre as personalidades agraciados, destacaram-se Celso Furtado, Lúcio Costa, Ariano Suassuna, Cesária Évora, Zuzu Angel, Vinícius de Moraes, Nelson Rodrigues, Academia Brasileira de Letras e Clarice Lispector, entre outros.A Ordem do Mérito Cultural é composta por três classes: Grã-Cruz, Comendador e Cavaleiro.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade