Novas turmas de qualificação profissional atendem 59 socioeducandos da Funase

Cursos foram iniciados em unidades socioeducativas situadas em Arcoverde, Timbaúba, Vitória de Santo Antão e no Cabo


Em quatro municípios pernambucanos, a semana foi marcada pelo início de cursos profissionalizantes voltados a adolescentes e jovens em processo de reinserção social após a prática de atos infracionais. As aulas ocorrem dentro de unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ). Ao todo, 59 socioeducandos em cumprimento de medida de internação estão sendo atendidos por essas ações.

No Case/Cenip Arcoverde, houve o maior número de turmas iniciadas: Pintura Imobiliária, Artesanato em Pneus, Horticultura Orgânica e Jardinagem e Paisagismo, para um total de 15 alunos. Já no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Timbaúba, 18 socioeducandos foram inseridos nos cursos de Introdução à Automação Eletroeletrônica e de Produção Audiovisual.

Em Vitória de Santo Antão, a unidade da Funase situada na comunidade de Pacas, que já havia sido cenário do início de outros cursos na semana passada, também passou a receber uma turma do curso básico de Corte de Cabelo Masculino, com 16 alunos. Por fim, o Case Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho, teve dez socioeducandos inseridos no curso de Informática Intermediária.

A oferta dos cursos é possível por meio do Eixo Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer da Funase, que conta com uma equipe de instrutores vinculada à sede da instituição, no Recife, e também composta por agentes socioeducativos que atuam nas unidades socioeducativas, de forma descentralizada. O curso de Produção Audiovisual é certificado pela Virgulino Produções. Já as outras temáticas com ministração iniciada nesta semana têm certificação do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade