Mostra Canavial de Música Instrumental se despede da Zona da Mata

Durante cinco dias, projeto percorreu igrejas de cidades do interior de Pernambuco, levando apresentações musicais gratuitamente à população


Terminou, no último sábado (17), a 2ª Mostra Canavial de Música Instrumental. O projeto que leva música clássica aos municípios do interior de Pernambuco, percorreu as cidades de Buenos Aires e Aliança, na Mata Norte. Durante cinco dias de evento, a Mostra ofertou seminários, workshop e concertos, gratuitos, em igrejas históricas da região.

O evento coordenado pela instituição Canavial Arte e Cultura, com incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura); Secretaria Estadual de Cultura e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), reuniu dezesseis atrações musicais, que apresentaram ao público, da música clássica ao frevo.

A iniciativa, pioneira na região, ocupou as igrejas de Santo Antônio, em Buenos Aires; e de Nossa Senhora do Bom Despacho, localizada no distrito de Upatininga, Zona Rural de Aliança. “Poder levar uma programação pautada no estilo clássico, comum ao grandes centros urbanos e teatros, para o interior, foi uma grande realização” comentou a coordenadora da Mostra Canavial de Música Instrumental, Wanessa Santos. “Foi emocionante por chegar às cidades e perceber a mobilização das pessoas, prestigiando as músicas e cada atração musical. Isso é a demonstração que a música tem um poder em unir e reunir pessoas” acrescentou.

Por onde passou, a Mostra Canavial de Música Instrumental, deixou sua marca. “Foi lindo demais poder assistir, pela primeira vez, um concerto de música clássica. Estou emocionada por conhecer tantos grupos talentosos, e que tocam tão bem” comentou a dona de casa Maria Alice, 55, moradora de Aliança, que foi a todos os dias do evento ao com a família.

O ponto alto da festa foi a celebração da Banda 15 de Novembro, do distrito de Upatininga. O grupo, formado por cerca de cinquenta adolescentes e jovens, em sua maioria filhos de agricultores rurais, comemorou 130 anos. “Nós somos uma instituição que estamos na terceira geração de músicos, e essa tradição é fruto da dedicação, perseverança e determinação que a música proporciona a cada integrante” avalia o produtor do grupo, Ederlan Fábio.

Durante a Mostra Canavial de Musical Instrumental, também foram ofertados oficina de dança de frevo, com a bailarina e professora do Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Valéria Vicente; e um seminário para debater os desafios do mercado musical na região.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday