Festival Canavial 2018 exalta a diversidade cultural e agricultura familiar

Evento entra no seu 12º ano e reúne mais de 60 atrações, em apresentações simultâneas, nos municípios de Buenos Aires e Aliança, na Mata Norte


Entre os dias 10 a 25 de novembro, os municípios pernambucanos de Buenos Aires e Aliança, localizados na região da Zona da Mata Norte, recebem a 12ª edição do Festival Canavial 2018. Música, cultura popular, teatro, seminários e lançamento de livro estão entre as principais atividades que serão ofertadas ao público. A programação festiva, tradicional no calendário pernambucano, vai reunir mais de 60 atrações. Destaque para o encontro de maracatus rurais; apresentações de coco de roda, forró, pé de serra, e frevo. O evento reúne, ainda, shows dos artistas, João Donato (RJ); Targino Gondim (BA), Bongar(PE); Sexteto Tabajara (PB), Sá Grama(PE), Silvério Pessoa(PE); Quinteto Violado(PE); Rubacão Jazz(PB); Charles Theone(RJ/PE); Adiel Luna(PE); Nádia Maia(PE); Ticuqueiros(PE), Chico Simões (DF), Maracatu Estrela de Ouro de Aliança(PE), Afonjah(PE); Forró na Caixa(PE); Fábio Carvalho(ES) entre outros.

Consolidando-se como uma junção de importantes projetos culturais, o Festival Canavial, tem início em Buenos Aires. Nos dias 10 e 11 de novembro o município sedia a 2ª Mostra Canavial de Música Instrumental. No dia 14 de novembro acontecerá a Feira de Agricultura Familiar. Já entre os dias 15 e 18 de novembro, o Serviço Social do Comércio, parceiro da ação, traz o palco SESC, que vai se juntar às atividades do festival. O palco, que leva o nome do Mestre Zé Tico, ícone da cultura popular local, vai receber shows, cortejos, espetáculos teatrais de rua e teatro de bonecos. Durante os sete dias de evento, moradores da cidade e turistas, vão poder prestigiar 26 apresentações.

Em Aliança, o festival terá sua programação sediada no distrito de Upatininga, entre os dias 15 e 25 de novembro. O local, é um importante espaço de valorização da cultura e tradição na região. A Igreja do Bom Despacho, instalada no povoado, será ponto de contemplação da música clássica, programação que também integra a 2ª Mostra Canavial de Música Instrumental. A iniciativa se soma aos shows e apresentações culturais que vão passar pelo palco SESC, que leva nome do Mestre Batista. O ponto alto do evento será abertura em comemoração aos 130 anos da Banda 15 de Novembro, que conta com cerca de sessenta músicos, filhos de lavradores e cortadores de cana.

Este ano, o Festival Canavial é realizado pelas prefeituras de Buenos Aires e Aliança. O Ministério da Cultura, Sesc, Sebrae e Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), são os apoiadores da iniciativa.

Tema – Como tema: “Salve a agricultura familiar”, o Festival Canavial 2018, faz um reconhecimento aos homens, mulheres e suas famílias, responsáveis por fomentar a economia local, e estimularem a produção saudável de alimentos plantados e colhidos nos roçados instalados em áreas de assentamentos e antigos engenhos de cana-de-açúcar. Produtores rurais que também dão tradição e vida aos personagens da cultura popular da região.

Homenageados – É tradição do Festival Canavial, além da exaltação a diversidade cultural de Pernambuco, o reconhecimento às pessoas que colaboram e protagonizam espaço para visibilidade da cultura de raiz. Pensando nisso, este ano, o evento homenageia o grupo Quinteto Violado. Atração pernambucana que está há um passo de completar 50 anos de tradição, com suas músicas que levam o nordeste aos quatro cantos do mundo. Além disso, integram a lista de condecorados, a produtora cultural e pesquisadora, Wanessa Santos, 32 anos, que milita em defesa da resistência e representatividade dos grupos e artistas. Por fim, o reconhecimento ao Mestre Nenê Modesto, que preside o maracatu rural Estrela Dourada, de Buenos Aires.

Espetáculos – A programação do festival também atende ao público infantil. O grupo de Teatro Galpão das Artes, da cidade de Limoeiro, apresenta para os baixinhos, o espetáculo: o Peru do Cão Roxo. A peça, de autoria do saudoso Ariano Suassuna, reconta uma história cercada por muito risos e mistérios que aconteceu no Sertão de Taperoá, interior paraibano. A peça é gratuita e será exibida no dia 16 de novembro, em Buenos Aires; e no dia 22, em Aliança.

Lançamento – O produtor cultural e pesquisador Alexandre Veloso, lança dentro das atividades do festival, o catálogo e a exposição “Homens do Barro”. A publicação narra um pouco da história de nove artesãos do município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife, que encontraram na arte da olaria, sua maior expressão de arte contemporânea. O evento aberto a população em geral acontece dia 16 de novembro, às 19h30, na sede do Maracatu Estrela Dourada, de Buenos Aires.

Feira da Agricultura Familiar – Acontece, dentro da programação do Festival Canavial, no próximo dia 14 de novembro, em Buenos Aires, uma exposição e comercialização dos produtos colhidos pelas famílias que participam das atividades da agricultura familiar. A feira, que reúne hortaliças, frutas, verduras, legumes, entre outros produtos sem o uso de agrotóxico, será realizada das 8h às 14h, em frente à sede do Maracatu Rural Estrela Dourada. Cerca de cinqüenta agricultores participam do evento.

Seminários – Em Upatininga/Aliança, acontece no dia 16 de novembro, o Seminário: Desafios do Mercado Musical. O encontro para debater os rumos da música popular e instrumental, será realizado na Escola Municipal Monsenhor Marinho, localizada no Distrito de Upatininga. A roda de diálogo tem início às 14h e segue até às 17h. O evento será mediado pelo produtor cultural, Afonso Oliveira; com participação dos músicos Afonjah e Charles Theone, além do mestre de maracatu e cirandeiro, Anderson Miguel.

O Clube Municipal de Buenos Aires sedia, no dia 17 de novembro, das 9h às 11h30, o Seminário Memória e Cultura Popular. A ação, que visa estimular um debate em relação à cultura popular. Participa do encontro, a pesquisadora e professora da Universidade do Estado da Bahia, Isa Trigo; a antropóloga da UFPE, Laure Garrabé; o mamulengueiro de Brasília, Chico Simões; e a mediação será da produtora cultural, Wanessa Santos. O encontro é aberto ao público, com direito a entrega de certificados. Não é necessária inscrição prévia.

No mesmo dia, o Clube Municipal, também será palco do Seminário Agricultura Familiar. A atividade de estímulo à reflexão, à produção e comercialização de produtos naturais, sem o uso de agrotóxico, acontece no turno da tarde, das 14h às 17h. A iniciativa aberta aos moradores da cidade vai contar com a presença do prefeito do município, Fabinho Queiroz; do presidente do Conselho do Desenvolvimento Rural Sustentável, José Benvindo; do representante do Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA, Gecinaldo Silva; e da presidente do Centro das Mulheres Urbanas e Rurais de Lagoa do Carro e Carpina, Zita Barbosa.

Workshop – A bailarina e professora Valéria Vicente, do Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), ministra no dia 15 de novembro, um workshop: Frevo para aprender e ensinar. A atividade destinada a estudantes de escolas públicas do município de Aliança acontece na Escola de Frevo Zezé Corrêa, a partir das 14h. O encontro promete ser uma prévia para quem sonha em se preparar para dançar frevo, no Carnaval 2019.

Serviço

O quê: Festival Canavial 2018 – Salve a agricultura familiar

Onde: Aliança e Buenos Aires, na Zona da Mata Norte de Pernambuco

Quando: 10 a 25 de novembro.

Classificação: Livre

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday