Coluna Política | “Fôlego” para 65 municípios pernambucanos


65 municípios pernambucanos que apresentaram redução populacional no recente censo demográfico e, consequentemente, tiveram queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) por causa da diminuição do coeficiente que estabelece a faixa de distribuição, conseguiram um “fôlego”. Ontem, na sede do Banco do Brasil, em Brasília, a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) assegurou junto ao Banco do Brasil que o pagamento do FPM siga as faixas de 2022.

A iniciativa garante incremento de cerca R$ 300 milhões por mês nas receitas desses municípios, valor que vem na segunda parcela do FPM. A entidade foi representada pelo presidente José Patriota. O deputado federal Silvio Costa Filho (REPU) também participou. Existe uma decisão judicial, fruto de ação coletiva (Prefeituras e Amupe), que determina a permanência da faixa anterior até que os dados populacionais do censo, responsáveis por estabelecer a divisão dos recursos, sejam finalizados.

Indefinido – A realização do Carnaval em Salgadinho continua indefinida. Após reunião entre prefeito, secretários e vereadores da base, ficou decidido que serão aguardados os repasses de 20 e 30 de janeiro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para o martelo ser batido. A primeira parcela veio menor em decorrência da redução da população salgadinense contabilizada no censo demográfico, o que colocou o município numa faixa de repasse menor.

Salários – A governadora Raquel Lyra (PSDB) divulgou o calendário completo de pagamento dos salários dos servidores estaduais (ativos e inativos) para 2023. Na gestão anterior, era divulgado mês a mês. A tucana falou de “previsibilidade e respeito ao servidor”, além de “alfinetar” o governo do PSB ao dizer que está “arrumando a casa”. A medida gerou elogios, porém, desencadeou uma onda de reivindicações pela convocação de aprovados e implantação do piso da enfermagem.

Entrelinhas – Ex-vereador por Lagoa do Carro, o empresário Zé Luiz (PSC) gravou um vídeo avisando que participará do leilão de gado da Festa de São Sebastião de Limoeiro, que ocorre no próximo domingo. Algo normal. Mas, em determinado momento, ele diz: “Vamos fazer o melhor, porque Limoeiro merece. Estamos juntos para que a gente faça a cidade sorrir”. A fala deixa, nas entrelinhas, uma possível candidatura em Limoeiro. Em 20, ele disputou a prefeitura da Terra do Tapete, mas ficou em terceiro.

Rápidas

Bordando – Sem alarde, as vias de oposição de Passira estão planejando a disputa de 24. Apurei que os diálogos giram em torno de unir os grupos para apresentar apenas um nome para enfrentar o prefeito Silvestre (PSD). E vou avisar: não se assuste se a disputa for familiar.

Definição – O colunista apurou que a próxima semana será decisiva para os rumos da formação da bancada da Câmara de Vereadores de Limoeiro. Por conta disso, existe ansiedade dos dois lados: de quem vai chegar e de quem vai se despedir.

O povo quer saber – Os prefeitos vão conseguir provar, como afirmam, que o IBGE não contou a população por completo?

Por Alfredo Neto

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade