Doenças causadas por excesso de exercícios físicos


Já se perguntou se existem doenças causadas por excesso de exercícios físicos? Esse é um ponto do qual as pessoas não costumam levar muito em consideração.

Afinal de contas, desde o princípio, nos acostumamos a ouvir as pessoas falarem que as atividades físicas apenas fazem bem ao nosso corpo como um todo.

E, de fato, não há como ir contra esse argumento. Realmente os exercícios nos oferecem uma sensação de bem-estar geral muito significativa.

No entanto, ainda assim, é preciso falar a respeito das doenças causadas por excesso de exercícios físicos, já que é um tópico do qual não se tem tanto conhecimento.

Entender um pouco mais sobre as doenças causadas por excesso de exercícios físicos é uma forma de conscientizar algumas pessoas.

Afinal de contas, há aqueles que, na tentativa de obterem resultados rápidos, acabam se esforçando demais e exagerando na prática esportiva.

Além disso, também é importante falarmos sobre doenças causadas por excesso de exercícios físicos para alertar as pessoas do perigo que pode ser ter essa atitude sem o devido respaldo profissional.

Dizemos isso porque, ainda que o seu ritmo de atividade física seja intenso, quando se tem um acompanhamento, os riscos se tornam bem menores.

Então, se você quer entender um pouco melhor a respeito das possíveis doenças causadas por excesso de exercícios físicos, é só continuar neste artigo. Sem mais delongas, vamos ao que importa!

Doenças causadas por excesso de exercícios físicos

Falar sobre doenças causadas por excesso de exercícios físicos é um tanto quanto “polêmico”, por assim dizer.

Mesmo porque as pessoas costumam evidenciar apenas os aspectos positivos dessa prática. Porém, não estamos querendo dizer que você deve evitá-las.

Mas, como o velho ditado nos alerta, tudo em excesso faz mal, incluindo os exercícios físicos.

Eles podem causar algumas modificações em nosso corpo que, a longo prazo, podem nos afetar de maneira mais grandiosa.

Então, dentre alguns exemplos de doenças causadas por excesso de exercícios físicos, podemos mencionar as seguintes:

1. Pode indicar transtornos alimentares

Muita gente não sabe, mas a prática excessiva de atividade física pode causar problemas de saúde mental, em especial em pessoas com transtornos alimentares como anorexia e bulimia.

O exercício físico não é saudável nesses casos, mas sim contribui para o desenvolvimento e persistência desses problemas.

Sendo assim, acaba sendo importante ficar atento a pessoas próximas que apresentem comportamentos alimentares suspeitos e pratiquem exercícios em excesso, pois elas precisam de ajuda profissional.

Além disso, salientamos o quão importante é avaliar seu próprio comportamento e buscar ajuda de equipe multidisciplinar, caso seja necessário.

Devemos mencionar ainda que uma relação difícil com a comida e o corpo não necessariamente significa um transtorno alimentar.

Fora isso, a prática de atividade física apenas com o objetivo de perder peso, sem prazer, também pode indicar certo cuidado e requerer tratamento.

2. Pode prejudicar o metabolismo

É muito comum acreditar que, para perder peso, é necessário reduzir a alimentação e aumentar a prática de exercícios físicos.

Dentro desse contexto, a fim de obter mais massa muscular, erroneamente os pacientes costumam fazer uso de algum hipercalórico, o qual não irá trazer qualquer tipo de benefício diante dessas condições.

Uma coisa que você precisa entender é que o corpo humano é regido por mecanismos biológicos complexos e essa abordagem pode ter efeitos negativos.

Sendo assim, ao falarmos sobre as doenças causadas por excesso de exercícios físicos, não há como ficar sem mencionar a possibilidade de prejudicar o metabolismo.

Quando há restrição alimentar e aumento no gasto energético, o nosso organismo entende que está passando por um momento de privação.

Devido a isso, como parte de um instinto de sobrevivência, o nosso corpo acaba por reduzir o metabolismo.

Isso pode levar ao ganho de peso e efeito sanfona a longo prazo, que com certeza não é o que se espera ao praticar algum exercício.

3. Fadiga 

Uma das principais doenças causadas por excesso de exercícios físicos com certeza é a fadiga, a qual praticamente todas as pessoas que têm essa prática, costumam sofrer.

A fadiga é uma das consequências do excesso de atividade física, a qual ocorre quando o organismo não tem tempo suficiente para se recuperar do exercício contínuo.

Por consequência, isso pode resultar na fadiga muscular e estresse emocional, uma vez que, mesmo tendo a vontade, o indivíduo não consegue reunir forças para realizar a prática da atividade.

Uma forma de saber se o seu corpo está fatigado é observar se você se sente constantemente cansado durante os treinos.

Caso isso ocorra, então é bem possível que o seu corpo não esteja se recuperando da forma adequada.

Por consequência, irá afetar o desempenho e causar alterações no humor e dificuldades para o bom funcionamento de todo o nosso sistema imunológico.

4. Maior risco de lesões

Uma coisa que as pessoas não entendem é que, após praticar um exercício físico, o nosso corpo requer tempo para poder se recuperar e descansar.

Mas, se você suprime esse fator, acaba aumentando as chances de sofrer lesões em diversas regiões do corpo.

Inclusive, por conta desse hábito, pode ser necessário procurar por especialistas em pé chato, já que pode resultar nesse problema.

5. Pode afetar a saúde mental

Enquanto a atividade física moderada pode ser benéfica para a saúde mental, o excesso de atividade física pode prejudicá-la.

Utilizar a atividade física como forma de punição pode afetar aspectos como o sono, o apetite e até mesmo a disposição.

Além disso, essa abordagem pode estar relacionada ao desenvolvimento de problemas de saúde mental, como depressão e ansiedade.

Quais lesões causadas pelos exercícios físicos são mais comuns?

Agora que já falamos sobre as doenças causadas por excesso de exercícios físicos, há outros pontos dos quais você deve entender.

Como já mencionamos, uma das doenças causadas por excesso de exercícios físicos é justamente a possibilidade de sofrer lesões.

Mas quais lesões você se torna suscetível? Dentre elas, mencionamos as seguintes:

Distensão muscular

A distensão muscular, também conhecida como estiramento, pode acontecer quando um músculo é esticado além do limite.

Por consequência, pode resultar no rompimento do ligamento do joelho, por exemplo, o qual resulta em dor, inchaço e desconforto no local devido à ruptura das fibras musculares.

Hérnia discal

A hérnia de disco, também conhecida como hérnia discal, nada mais é que um problema de saúde bastante comum que causa dor e pode impedir as atividades diárias comuns devido à dor.

A hérnia de disco pode ser em decorrência da má postura, que costuma ser a causa mais frequente. No entanto, o excesso de peso levantado também pode resultar nesse problema.

Portanto, também não há como falar sobre doenças causadas por excesso de exercícios físicos e ficar sem mencionar a hérnia discal.

Caso queira evitar esse problema, além do acompanhamento profissional, a nossa dica é que você faça um aquecimento antes da prática esportiva.

Tendinite

Se você costuma sentir dor na palma da mão, uma das possíveis causas é justamente a tendinite, uma das doenças causadas por excesso de exercícios físicos.

Em suma, a tendinite nada mais é que a inflamação dos tendões, que são estruturas que auxiliam na ligação e fixação entre ossos e músculos.

Por mais que esse problema possa ocorrer por vários motivos, na grande maioria das vezes está relacionado a esforços repetitivos realizados de forma inadequada.

Para prevenir a tendinite, é importante se concentrar em alongamentos e aquecimentos, bem como se atentar na execução correta dos exercícios.

Sendo assim, a nossa dica é que você sempre se atente em utilizar as ferramentas apropriadas, como tênis confortáveis e demais equipamentos de segurança.

Quais são os sintomas de excesso de exercício físico?

É possível notar que você está exagerando na prática esportiva ao notar alguns sintomas típicos, tais como:

  • Tremores e movimentos involuntários nos músculos;
  • Cansaço extremo;
  • Falta de ar durante o treino;
  • Dores musculares intensas etc.

Se você anda apresentando esses sintomas, então é de fundamental importância reduzir a frequência e a intensidade dos treinos, a fim de permitir com que o corpo se recupere.

Qual é a importância do descanso?

Agora que você já entendeu quais são as doenças causadas por excesso de exercícios físicos, é vital saber qual é a importância do descanso após uma prática esportiva.

A verdade é que a falta de combinação com um período de recuperação adequado é muito prejudicial e pode até afetar nos resultados aguardados, como aumento da massa magra.

Mas, no caso de atletas ou amadores, o tempo de descanso recomendado varia de acordo com uma série de fatores.

Para atletas, é comum reduzir o tempo e a carga dos treinos e aumentar o período de recuperação, já que seu organismo está mais bem preparado, por assim dizer.

Em contrapartida, para os amadores, o intervalo recomendado varia de acordo com a pessoa e os exercícios realizados, mas geralmente vai de 24 a 48 horas.

O descanso acaba sendo essencial para recuperar os danos causados pelo treinamento excessivo e, quando ele não é adequado, o corpo sofre e apresenta sinais de overtraining, ou seja, fadiga devido ao excesso de treino.

A falta de descanso também tem uma relação direta com a saúde mental, pois quando o repouso não é adequado, o rendimento diminui e o atleta começa a forçar mais o treino.

Tudo isso em busca de um resultado que não vem, o que pode levar a lesões, uso abusivo de substâncias e quadros depressivos.

O que fazer para tratar a compulsão por exercícios

Ao identificar sinais de excesso de atividade física ou alterações no funcionamento do corpo, é importante procurar um médico para avaliar se existem problemas cardíacos, musculares ou articulares que requerem tratamento.

Recomendamos também interromper a atividade física e retomá-la de forma gradual, mas com a orientação de um profissional de educação física.

Além disso, ainda pode ser necessário acompanhamento psicológico para tratar a obsessão pela atividade física e ajudar a diminuir o estresse e a ansiedade.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade