Contratações, realizadas pela Prefeitura de Lagoa do Carro, são julgadas ilegais

O município teria realizado a contratação de 345 profissionais, ao longo de 2017.


345 contratações temporárias realizadas pela Prefeitura de Lagoa do Carro, ao longo do exercício financeiro de 2017, foram julgadas ilegais pelos conselheiros da Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE), nesta terça-feira (18).

A decisão foi emitida de forma unânime, pela corte, que teve o auditor, Ricardo Rios, como relator do processo.

Os servidores, contratados, ainda tiveram o registro dos atos dos servidores negados, pelo TCE.

Os conselheiros ainda aplicaram multa a prefeita da cidade, Judite Botafogo (PSDB), a secretária de saúde, Rosinete Maria, e a secretária de Assistência Social, Dyéniheiris Alves de Amorim.

A decisão ainda cabe recurso.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade