Gustavo Gouveia solicita medidas urgentes para caso da doença de Chagas em Ibimirim


Nas últimas semanas no município de Ibimirim, no Sertão do Moxotó, cerca de 20 pessoas foram diagnosticadas com a doença de Chagas, infecção causada por um protozoário. Diante da epidemia, o deputado estadual Gustavo Gouveia (DEM) solicitou, em caráter de urgência, a Secretaria Estadual de Saúde a viabilização de estratégias no controle e a atenção integral à saúde as vítimas.

Segundo o Ministério da Saúde, a doença de Chagas (ou Tripanossomíase americana) é uma infecção causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. A princípio, resultados apresentaram que 20 pessoas estavam infectadas, novas informações contam que, no momento, 31 pacientes tiveram a confirmação da doença, sendo o maior surto de doença de Chagas na fase aguda de Pernambuco.

Para o parlamentar, é preciso tomar medidas rapidamente. “Não podemos esperar mais, inicialmente eram 20 casos em Ibimirim, mas já são 31 pessoas diagnosticadas e esse número ainda pode aumentar. Espero que os órgãos responsáveis acatem meu pedido e ofereçam o suporte médico que essas pessoas necessitam”, explicou.

Além da Secretaria Estadual de Saúde, também foram solicitadas providência da Gerência Geral da VI Gerência Regional de Saúde do Estado de Pernambuco, Conselho Estadual de Saúde de Pernambuco e do Conselho Nacional de Saúde.

Ainda segundo Gustavo Gouveia, também é necessário que investiguem as causas desse surto da doença de Chagas. “Essa uma doença que é transmitida de forma oral, ou seja, facilmente contaminável. Segundo algumas informações, 19 municípios pernambucanos corriam risco de surto, mas Ibimirim não estava entre eles. Contamos com o Governo do Estado para averiguar o que realmente aconteceu para que não se propague ainda mais”, ressaltou.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade