Acesso ao Ensino Superior pode ficar ainda mais difícil, alerta deputado


Durante a Audiência Pública desta segunda (20), que discutiu na Assembleia Legislativa de Pernambuco os impactos dos cortes nos financiamentos das universidades e dos Institutos Federais, o deputado Professor Paulo Dutra (PSB) ressaltou sua preocupação com o cenário que os estudantes da educação básica vão encontrar no Ensino Superior.

De acordo com Dutra, que é vice-presidente da Comissão de Educação e Cultura da ALEPE e um dos propositores da audiência, a medida do Governo Federal pode dificultar ainda mais o acesso às universidades públicas. “Tenho me preocupado muito porque em toda minha vida trabalhei com educação básica. Poucos estudantes, uma média de 15%, é que chegam nas universidades. E esse número, se a gente não dá um basta neste corte agora, ele avança e terá um rebatimento nas futuras vagas dos estudantes da educação básica”.

A possibilidade de diminuição das vagas por conta dos bloqueios financeiros às instituições federais de ensino superior deixa ainda mais distante a meta determinada pelo PNE (Plano Nacional de Educação) de ter 33% dos jovens com idade entre 18 e 24 anos nas universidades e faculdades até o ano de 2024. “É hora de unirmos esforços, independentemente de partido. É urgente termos este posicionamento contrário a esta medida”, alertou o deputado estadual.

A universidade precisa ser respeitada em toda sua essência de ensino, pesquisa e extensão e não é com um corte como esse que nós vamos avançar. Vamos continuar juntos com as universidades e com os Institutos Federais para que esses cortes cessem de uma vez”, finalizou Paulo Dutra.

Realizada pela Comissão de Educação e Cultura em conjunto com a Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular, a audiência pública contou com a presença do deputado federal Danilo Cabral e representantes das universidades e institutos federais. Na reunião, ficou definido que será elaborada uma “Carta de Pernambuco” sobre os impactos negativos que os bloqueios acarretarão e que a mesma será enviada a diversas autoridades políticas, entre elas o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, e o Presidente da República, Jair Bolsonaro.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade