TCE multa ex-prefeito de Buenos Aires

Gislan (PSDB) foi multado em mais de R$ 16 mil. O procurador e a secretária de saúde também foram multados.


Ausência de controle de gastos com combustíveis, pagamento irregular de diárias, gastos irregular da taxa de iluminação pública, pagamentos de pessoas físicas sem licitação e despesas com pagamento de faturas de energia elétrica em atrasos foram detectados pelos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE), na prestação de contas do exercício de 2016, da Prefeitura de Buenos Aires.
Mesmo com essas irregularidades os conselheiros, da Primeira Câmara, aprovaram com ressalvas o relatório.

Os conselheiros apontaram que existem gastos exorbitantes em pagamentos de despesas, onde a diária na cidade, no período analisado, é 311% a mais do que recebe o prefeito da capital do estado. Ainda segundo o relatório não há informações sobre a finalidade do pagamento de diárias. Só a ex-vice-prefeita, Ana Carolina (PSDB), o município pagou R$ 30.430,00 por 69 deslocamentos realizados por ela, sendo 68 dentro do estado e uma diária fora de Pernambuco.

Durante esse período o gestor não fez controle de gastos com combustíveis. O município teria gasto R$ 763.437,35 com a aquisição de combustíveis, mas não havia controle sobre deslocamento de veículos e controle de abastecimento.

Valores arrecadados com a taxa de iluminação pública teriam sido gastos de forma aleatória, e não na manutenção da iluminação pública da cidade. O ex-gestor também foi advertido por pagar contas de iluminação pública em atraso, fazendo com que o município desperdiçasse recursos com juros e multas.

Durante o período de 2016 quatro funcionários, da prefeitura, teriam recebidos juntos o montante de R$ 45.920,00. Uma nutricionista teria recebido R$ 15.800,00 e a três garis a prefeitura teria pago R$ 30.120,00.

O ex-prefeito da cidade, Gislan Alencar (PSDB), foi multado em R$ 16.279,00. Já a ex-secretária de saúde, Teresa Cristina de Albuquerque Teobaldo, foi multado por não adotar o Banco de Preço em Saúde. Ela terá que recolher uma multa no valor de R$ 8.139,50. O ex-procurador do município, Antônio Barbosa da Silva também foi multado no mesmo valor.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday