Na noite do dia 13 de fevereiro quatro homens invadiram uma residência, na comunidade de Chã de Pinheiro, em Paudalho, a procura de drogas ou dinheiro. O grupo, que pertence a uma facção criminosa, tentava sanar um debito contraído por Marcos Rafael Pereira, presidiário, no valor de R$ 45 mil. Como não encontraram nada o grupo decidiu sequestrar um dos moradores do imóvel.

No momento da invasão, a casa, haviam três pessoas, Jussara Maria da Silva Ferreira, e um casal de filhos, ambos adolescentes. Quando escutaram a ordem, dada por um dos bandidos, de “trazer a mulher”, os moradores do imóvel tentaram se esconder. A menor conseguiu refúgio no quintal. Os criminosos levaram a dona de casa, que trabalhava com uma barraca de lanches em frente ao imóvel.

Desde o dia do sequestro a polícia busca por informações que levem ao paradeiro da dona de casa.

No dia posterior, ao sequestro, os bandidos divulgaram dois vídeos onde a mulher era torturada. Em um dos vídeos, ensanguentada, a mulher clamava para que seu companheiro efetuasse ao pagamento do debito para que pudesse ser liberada.

Duas pessoas chegaram a ser presas, o local do cativeiro foi encontrado por policiais, mas até então Jussara ainda não foi localizada.

As investigações do caso foram iniciadas pela Delegacia de Polícia de Paudalho, repassada para a Delegacia de Barreiros, onde os criminosos foram encontrados. Hoje o Grupo de Operações Especiais (GOE) é que está à frente do caso.

Em nota a Polícia Civil informa que as investigações continuam e que informações sejam repassadas ao Disque-Denúncia (81) 3421-9595.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade