MPPE abre inquérito para investigar contas do ex-presidente da Câmara de Carpina

O alvo das investigações é a prestação de contas do ano de 2015. Na época a casa era administrada pelo ex-vereador, Dudu Izidoro (PSC).


A 2ª Promotoria de Justiça da cidade de Carpina instaurou um inquérito civil para investigar a prestação de contas, do exercício 2015, da Câmara de Vereadores de Carpina. A abertura do processo foi publicado no Diário Oficial, desta segunda-feira (11).

O inquérito foi aberto após o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco comunicar, através de ofício, que houve irregularidades na prestação de contas da casa, que na época era presidida pelo ex-vereador, Eduardo Maciel de Campos Izidoro de Araújo, conhecido como Dudu Izidoro (PSC).

No julgamento do TCE a prestação de contas foi julgada irregular e Izidoro teria que devolver mais de R$ 355 mil aos cofres públicos. Dudu ainda foi multado em mais de R$ 24 mil.

Na decisão os conselheiros identificaram o pagamento irregular de subsídios aos vereadores, que somam R$ 96.204,90; Pagamento irregular de R$ 6.413,66 de representação ao próprio presidente; E pagamentos de gratificações irregulares no total de R$ 252.691,50. Somando o ex-ordenador de despesas terá que devolver ao erário público a quantia de R$ 355.310,06. O valor deverá ser atualizado.

O promotor de justiça, Guilherme Graciliano, deu um prazo de 20 dias, após notificado, para que o ex-presidente apresente sua defesa.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade