Festa de São Sebastião chega a 150º edição com grande programação


A Festa de São Sebastião, em Paudalho, na Mata Norte de Pernambuco, chega a sua 150º edição com estrutura que impressiona. Misturando religiosidade e shows diversificados, a celebração que já é tradição na região, começará na próxima sexta-feira (18) e seguirá até o domingo (27).
No primeiro dia, a Festa Religiosa terá abertura com a Procissão da Bandeira saindo da Praça Pedro Coutinho, no Centro do Paudalho, no sentido da Igreja do Livramento, onde haverá o Hasteamento da Bandeira e a Santa Missa. Com o tema: “Batizados e Enviados”, os festejos religiosos vão seguir até o domingo, último dia de celebração. A programação será diversa com oração do terço, novenas e celebrações eucarísticas. O Palco Cultural, montado na Rua Padre Emídio, no Centro, também ofertará a população apresentações que vão ocorrer do primeiro dia da Festa até a sexta-feira (25) aonde o Padre João Carlos vai se apresentar encerrando os shows no local.

Festa Profana

No objetivo de democratizar os espetáculos, a programação dos festejos vai contar com shows gratuitos que ocorrerão no Pátio de Eventos Beira-Rio, que fica no Centro do Paudalho. Na sexta-feira (25), o ritmo brega toma conta da Festa. Sobem ao palco o cantor André Viana e a Banda Sedutora Retrô.

“Coração/ para quem se apaixonou/ por alguém que nunca te amou/ Alguém que nunca vai te amar”. No sábado (26) à noite, esse e outros forrós serão ouvidos pelo público porque se apresentará o cantor e compositor Dorgival Dantas. E pensa que acabou? Não! Na mesma noite a Banda Aquarius também vai comandar a festa.

Somando mais de 83 milhões de visualizações no YouTube, a canção “Jenifer” também vai estar na programação. Tudo isso, porque quem fecha a 150º edição da Festa de São Sebastião é o cantor Gabriel Diniz. O artista se apresenta no domingo (27) prometendo um show que deve mistura música e muita diversão. Além dele, no mesmo dia, sobem ao palco a dupla paudalhense Fagner Dias e Amandinha.

De acordo com a Secretaria de Cultura e Turismo do Paudalho, responsável pela organização do evento, são esperadas 25 mil pessoas em cada dia de shows. O secretário da Pasta, Jobson Oliveira, destaca a importância de manter a tradição viva. “Toda estrutura da festa como palco, som, iluminação já está licitada. O parque de diversão já está sendo armado e as atrações artísticas e religiosas já estão definidas. Mas, tudo isso tem um único objetivo que é de manter a tradição. Uma cultura tem que ser vivenciada, tem que ser difundida e esse é o nosso maior objetivo. São 150 anos, um século e meio de tradição onde conseguimos reunir o religioso e o profano na festa religiosa que recebe o maior público em nossa cidade. Estamos muito felizes”, disse.

Mártir

São Sebastião foi um soldado romano que foi martirizado por professar e não renegar a fé em Cristo Jesus. Sua história é conhecida somente pelas atas romanas de sua condenação e martírio. Ele nasceu na cidade de Narbona, na França, em 256 depois de Cristo (d.C). Seu nome de origem grega, Sebastós, significa divino, venerável. Ainda pequeno, sua família mudou-se para Milão, na Itália, onde ele cresceu e estudou. Sebastião optou por seguir a carreira militar de seu pai. Na fé católica é reconhecido por operar milagres.

A dona de casa, Genilda Vieira de Brito, de 58 anos, é moradora do Paudalho e já participou de diversas Festas de São Sebastião. Para ela o momento é de fé e renovação. “Eu sempre gosto de ir à procissão que é uma preparação para as outras noites. Eu gosto muito das pregações, a gente volta preenchido. É como a bíblia fala: “a gente leva o fardo pesado e traz o fardo leve”. Porque ali a gente acredita que é um encontro com Cristo”, comentou.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade