Feira de Negócios do Artesanato promete movimentar a Zona da Mata

Programação conta com apresentações culturais, oficinas e participação de 250 artesãos, de dezesseis municípios da região.


Entre os dias 1º a 11 de Setembro, o município de Vicência, no interior de Pernambuco, vai sediar a Feira de Negócios do Artesanato da Zona da Mata – (Fenamata). A proposta do evento, que conta com cerca 16 cidades, é expandir a comercialização e visibilidade dos produtos artesanais confeccionados na região. Além disso, a programação gratuita aos visitantes inclui atividades de formação e apresentações culturais. O evento também contará com tradução simultânea de intérprete em Libras. O projeto tem o incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – (Funcultura), com apoio da Prefeitura de Vicência e SEBRAE. A expectativa, nesta edição, é receber cerca de 5 mil visitantes, nos dias de feira.

A abertura da Fenamata acontece no dia 8, (sábado), a partir das 14h, no Sítio Histórico de Vicência, espaço onde está instalada a Matriz de Santa Ana, Mercado Público, praças, e casarões antigos. A feira, que conta com stands personalizados, reúne aproximadamente 250 artesãos. Durante o domingo (9) até a terça-feira (11), a visitação pode ser feita no horário das 10h às 21h.

No local, será possível apreciar e adquirir peças artesanais dos municípios de Vicência, Aliança, Buenos Aires, Itaquitinga e Lagoa de Itaenga. Também integram a grade de expositores artesão das cidades de Lagoa do Carro, Macaparana, Nazaré da Mata, Paudalho, Carpina, Chã de Alegria, Condado, Glória do Goitá, Goiana, Timbaúba e Tracunhaém.

A área também vai receber produtos de outras cidades especialmente convidadas para participarem do evento, como o Grupo Economia Solidária, de Jaboatão dos Guararapes e Olinda. Salgadinho e Machados, no Agreste pernambucano, também vão participar do evento.

Durante visitação à feira, o público vai poder comprar produtos dos municípios vizinhos. Destaque para os sapatos, confeccionados em larga escala, na cidade de Timbaúba. Assim como, as peças em cerâmica, de Tracunhaém; doces, bolos e derivados da banana, feito pelas vicencianas.

OFICINAS – Durante os dias 1º (sábado) a 6º (quinta-feira), a Escola Municipal Comunidade Cristão Vânia Jerônimo, abre as portas para formação do público. Lá, acontecem oficinas de Olaria, com mestre Zuza, de Tracunhaém; mamulengo, ministrada pela artesã, Edjane Maria Ferreira de Lima, do município de Glória de Goitá. Já a oficina de reciclagem de pneus será aplicada por José Batista Visto Vilela, artesão, da cidade de Aliança. As inscrições, destinada aos adolescentes, a partir dos 16 anos, têm início nesta quarta-feira (7) e segue até o dia (15), e podem ser realizadas na própria escola onde acontecem as atividades. As escolas Doutor Joaquim Correia – (CERU) e Luiz Maranhão, também vai funcionar como ponto de apoio para inscrições. As oficinas são gratuitas e há certificação para os participantes.

APRESENTAÇÕES CULTURAIS – Os shows e atividades culturais, que acontecem, entre os dias 8 a 11, se juntam às comemorações de noventa anos de emancipação da cidade. No sábado, primeiro dia de apresentações, o público assiste, a partir das 16h, no centro da cidade, o Caboclinho Sete Flexas, de Goiana; e o cantor Rafael Lemos, com um repertório especial.

No domingo (9), será a vez do Maracatu Leão Coroado, de Chã de Maltêz, em Vicência; e do Mamulengo Nova Geração, de Glória do Goitá. A programação acontece a partir das 17h, no mesmo local. Na ocasião, admiradores da cultura popular vão conhecer toda poesia, versos e tradição do maracatu rural.

Na segunda-feira, penúltimo dia da Fenamata, a programação que acontece às 17h, ficará a cargo do Boi Milagroso, de Tracunhaém. O encerramento, realizado na terça-feira, reúne o Maracatu Leão da Floresta, de Vicência; e o grupo Ciranda Santa Maria, de Goiana. Dois grupos tradicionais da região que promete encantar a todos, com todo o brilho e exuberância da arte que surgiu dos antigos terreiros dos engenhos de cana-de-açúcar da Zona da Mata.

A programação cultural conta, ainda, com intervenção artística do Palhaço Pinóquio, de São Lourenço da Mata. Ele será responsável por animar o público durante as visitações à feira.

PASSEIOS TURÍSTICOS – Nos dias em que acontece a Fenamata, o público vai contar, em horários programados, com uma rota de passeios pelos principais pontos turísticos da cidade e Zona Rural. A ação, coordenada pela Secretaria de Cultura e Turismo de Vicência, inclui, na rota, visita a uma das capelas mais antiga na região, dedicada a capela de São Joaquim, que se encontra instalada na usina de moagem de cana-de-açúcar, Laranjeiras. Outra opção, é conhecer o Museu Comunitário Poço Comprido, que resguarda uma rica memória dos antepassados da região. A Cachaçaria Engenho Água Doce e o Campeonato de Vôo Livre, no Engenho Jundiá, também integram a lista de locais que serão visitados. A programação dos passeios acontecerá durante os quatro dias da feira, sempre, a partir das 9h. Um ônibus estará disponível, gratuitamente, para levar os visitantes.

ESPAÇO GASTRONÔMICO – A culinária regional também marca presença na Feira de Negócios do Artesanato da Zona da Mata. No estande, há várias comidas artesanais, como bolo de macaxeira, de milho, cocada de banana, banana chip, bolo de banana, entre outros. Na ocasião, o público pode apreciar cachaça artesanal, licor de vários sabores, rapadura e mel de engenho.

Serviço

O quê: Feira de Negócios do Artesanato da Zona da Mata

Quando: 1ª a 11 de Setembro

Onde: Vicência, Zona da Mata Norte do Estado

https://www.facebook.com/fenamata2018/

https://www.instagram.com/fenamata/

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday